Política

Walter Santos analisa efeitos da escolha de Edilma por Cartaxo e avalia futuro com incógnitas em torno de Diego Tavares

Analista político do Portal WSCOM, Walter Santos comenta a decisão de Luciano Cartaxo que reflete diretamente no seu ex-secretário, Diego Tavares, gerando incógnitas quanto ao seu futuro político

31/07/2020


Na imagem o ex-secretário Diego Tavares

Efeitos da escolha de Edilma Freire: Diego Tavares não volta à PMJP e dá um tempo, mesmo procurado por outros candidatos

Sexta-feira chuvosa, mas nem por isso morta, ao contrário, com muitos desdobramentos diante da decisão do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, de optar pela ex-secretária de Educação, Edilma Freire, como candidata do PV à sucessão municipal.

Chama a atenção o fato do ex-secretário da Pasta social, Diego Tavares, ter tomado a decisão de não voltar ao cargo gerando especulações de toda ordem.

Ao que se tem apurado, Diego Tavares divulgará durante o dia uma Carta consolidando sua decisão de não retornar à Secretaria, permitindo pra si um tempo de reflexão e tomada de posição, inclusive de dialogar com o prefeito sem fechar portas pra ele.

É que, tão logo o anúncio de Edilma foi consolidado, não pararam as ligações de muitos candidatos a prefeito querendo avançar em entendimentos, embora Diego Tavares tenha recusado avançar já em acordo futuro.

Falou-se muito em Cicero Lucena, mas a lista é bem maior de pretendentes ao apoio do ex-secretário, personagem jovem, de atitudes, conhecedor da cena política e membro de família tradicional nesse campo a partir de seu pai, médico Reginaldo Tavares, e do ex-deputado federal, Edme Tavares – duas águias.

O fato é que a partir de hoje e por pouco tempo, a incógnita estará rondando o futuro de Diego Tavares, suplente de senador de Daniela Ribeiro, podendo gerar fato político até lá.

UMAS & OUTRAS

…É possível que na Carta a distribuir com a Imprensa, Diego use de metáfora a lembrar a genialidade de Edme.

…A propósito de Cajazeiras, bem próximo, em Sousa, havia um cidadão político que adotou como premissa de escolha de seu candidato a prefeito quem estivesse melhor nas pesquisas.

…Este foi o critério que o fez vencer várias eleições em Sousa, mesmo quando amigos de Antônio Mariz, como Lúcio Matos e Francisco Cartaxo, por exemplo, achavam que deveriam ser candidatos.

…Chama a atenção os movimentos da candidatura de Raoni Mendes atraindo muita gente empreendedora de João Pessoa interessada em contribuir com o projeto político inovador.

…Quem também avança já contando com a coordenação de campanha do professor doutor, João Marcelo, da UFPB, é o candidato Wilson Filho.

ÚLTIMA

“O olho que existe/é o que vê”

Maurilio de Almeida

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.