Esporte

Leonardo, sobre o episódio envolvendo Neymar e Álvaro González: ‘Há imagens, o áudio, e o caso será julgado’

14/09/2020


Na imagem o diretor-esportivo do PSG, o brasileiro Leonardo

ESPN

O diretor-esportivo do Paris Saint-Germain, Leonardo, comentou sobre a acusação de racismo feita por Neymar contra o zagueiro Álvaro González, durante a derrota do PSG para o Olympique de Marselha por 1 a 0 neste domingo.

“Não vou comentar o que aconteceu, passou na televisão. Há as imagens, há o áudio, e o caso será julgado. Neymar me falou o que aconteceu”, disse o dirigente em entrevista à emissora Telefoot.

Neymar e González se estranharam no final do primeiro tempo da partida no Parque dos Príncipes, válida pelo Campeonato Francês. Aos 37 minutos, o brasileiro reclamou de insultos racistas do espanhol.

“Racismo não. Racismo aqui, não”, esbravejava o camisa 10 na lateral do campo, enquanto o árbitro Jérôme Brisard tentava apaziguar os ânimos.

Ao mesmo tempo, o zagueiro espanhol Álvaro González, do Marselha, cobrava ajuda do VAR por um suposto cuspe que havia levado de Di María.

As imagens da transmissão não deixam claro em que momento o insulto racista teria acontecido e nem quem teria sido o alvo (se o próprio Neymar ou se Di María).

Leonardo também comentou sobre o clima tenso no clássico, que foi além deste episódio. “Catorze amarelos e cinco vermelhos significam que o game estava fora do controle, eu não vou defender um comportamento indefensável, eu não entendo”.

O dirigente do PSG ainda queixou-se do árbitro da partida, Jérôme Brisard. “Eu não entendo o motivo de não ter (Clément) Turpin ou (Ruddy) Buquet, nós escolhemos um árbitro de 34 anos que não tem experiência para um jogo como esse”.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.