Brasil

Ludmilla rebate Eliza Virgínia após ser chamada de ‘maconheira’: “vai ser eleita chacota 2020”, diz cantora

Cantora Ludmilla usou seu perfil no Twitter para responder a vereadora de João Pessoa

08/10/2020


Portal WSCOM

Ludmilla usou seu perfil no Twitter para responder a vereadora de João Pessoa Eliza Virgínia (PP), que chamou a cantora de ‘maconheira’. Além das acusações, a política pediu a prisão afirmando que a artista faz indução e apologia às drogas.

“Ué gente! Desde quando chamar alguém de maconheiro é xingamento? O que eu tenho certeza é que usar a imagem indevida de outras pessoas dá processo. Olha que dá, heinn”, defendeu a cantora em seu perfil oficial.

Em outro post, Ludmilla atacou Eliza afirmando que a única eleição que ela vencerá este ano, não será a de reeleição na Câmara, mas a de ‘chacota 2020’. “A única coisa que essa xana murcha vai ser eleita é a chacota de 2020 kkkk”, disse.

Sobre o inicio da polêmica

A vereadora Eliza Virgínia (PP) chamou a atenção na da Câmara Municipal de João Pessoa, na última terça-feira (6), durante sessão extraordinária que discutia o direcionamento dos recursos para o setor cultural, advindos da Lei Aldir Blanc, quando mencionou a cantora Ludmilla, chamando-a de “maconheira”.

Em determinado trecho de sua fala ela diz: “- Quem vai receber esse auxílio? Eu espero que esse auxílio seja destinado a verdadeiros artistas, e não por exemplo, para artistas que ficam nus nos museus, não por exemplo, para artistas que fumam maconha, como a maconheira da Ludmilla. Esse tipo de artista não merece receber auxílio emergencial do governo”, e compartilhou nas redes sociais.

Na quarta (7), a vereadora voltou a atacar a artista de forma ainda mais agressiva e irritadiça, e dizendo também que se trata de uma traficante, e publicou em suas redes sociais.


Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.