Justiça

Moro se reúne com o Procurador-Geral de Justiça e reforça a parceria do Ministério da Justiça e PF com o MPPB

17/02/2020


Ministro Sérgio Moro ao lado do procurador-geral Francisco Seráphico e do subprocurador, Alcides Jansen (Ascom-PF)

Por Ângelo Medeiros

O procurador-geral de Justiça do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, esteve reunido com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, nesta segunda-feira (17), durante visita do auxiliar do Governo Federal à Sede da Superintendência da Polícia Federal, em João Pessoa. O encontro ainda teve a participação de Alcides Jansen, 1º subprocurador-geral de Justiça do MPPB.

Em contato com o Portal WSCOM, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, afirmou que Sérgio Moro reforçou, inclusive publicamente, a parceria do Ministério da Justiça e da Polícia Federal com o MPPB e as ações investigativas desenvolvidas pelo órgão na Paraíba.

“Recebemos um convite da superintendência da Polícia Federal para receber o Ministro e reforçar nossa parceria com a própria PF e Ministério da Justiça. Sempre defendemos a integração das Instituições para combate a toda espécie de crime”, disse Francisco Seráphico, que complementou: “Publicamente na entrevista, ele [Sérgio Moro] elogiou o trabalho das instituições!”.

LEIA MAIS: Na PB, Sérgio Moro elogia operações Calvário e Pés de Barro, exalta queda da criminalidade e defende prisão em 2ª instância

RECONHECIMENTO

Durante a entrevista coletiva que concedeu à imprensa paraibana, Sérgio Moro, citou as recentes ações conjuntas policiais na Paraíba e elogiou a atuação da PF, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Ministério Público da Paraíba nas Operações Xeque-Mate, Calvário e Pés de Barro.

“Recentes operações, algumas nem tão recentes, como a Xeque-mate, mas como a Operação Calvário e a operação Pés de Barro. Claro que isso tudo é feito de uma maneira independente, mas o Ministério da Justiça incentiva o bom trabalho policial, fica aqui meus elogios públicos à equipe na superintendência na Paraíba”, destacou.

O ministro Sérgio Moro pontuou ainda a independência dos órgãos investigativos, mas disse que o seu Ministério defende integração entre as políticas federais e dos Estados. Ele comentou sobre a atuação do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco).

“Tudo funciona melhor com  trabalho em conjunto. O Gaeco tem trabalhado em conjunto com a Polícia Federal, em um modelo que não é peculiar da Paraíba, já que existe em outros estados, mas é parte dessa ideia. Vejo louvor em uma estruturação mais robusta e ampliação desses grupos”, declarou.

Banner Portugal

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.