Política

Justiça manda vereadora retirar vídeo das redes sociais por ‘aparente abuso de poder político’

17/10/2020


Da Redação / Portal WSCOM

O juiz  José Geraldo Pontes, da 70ª Zona Eleitoral, determinou que a vereadora Eliza Virgínia retire das suas redes sociais o vídeo “Cultura Gospel 5 MILHÕES Aprovados” sob pena de pagamento de multa diária no valor de R$1 mil até  R$50 mil.

O juiz disse que no vídeo “vislumbra-se em proveito próprio da candidata investigada em detrimento dos outros candidatos a vereadores no pleito que se avizinha, causando desequilíbrio entre os que disputam ao legislativo municipal, ferindo, assim, o princípio da isonomia entre os candidatos, ao pré-cadastrar artistas da cultura gospel, com aparente abuso de poder político”.

Ele apontou ainda que “com efeito, o possível dano se verifica através do pré-selecionamento de um segmento religioso para um programa cultural geral que atinge pessoas do forró, ciranda, coco de roda etc., ressaltando-se que tal tarefa e execução compete ao poder executivo de João Pessoa – PB.”

A ação foi impetrada pelo partido PSOL, que apontou que no dia de aprovação do Projeto de Lei Aldir Blanc em João Pessoa , a vereadora investigada postou vídeo, nas redes sociais Instagram e Facebook, convocando artistas da “Cultura Gospel”, para fazerem um “PRÉ-CADASTRO” em seu site de campanha www.elizavirginia.com.br, para supostamente “NÃO PERDER O AUXILIO”.

“Prestem atenção, verifique lá no meu site, faça um pré-cadastroporque vocês todas as informações, vamos está lhe passando pra você não perder esse auxílio, nós precisamos agora entrar em campo gente, a cultura gospel também tá sendo reconhecida pelo governo federal, e agente precisa também usufruir, vá, passe lá no meu site, veja ai o endereçodo nosso site, faça um pré-cadastro, que a gente vai tá fornecendo todas as informações necessárias, SE DEUS QUISER A GENTE VAI VENCER ESSA, um abraço a todos”, dizia Eliza no vídeo, que já foi apagado.


Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.