menu

Futebol

16/10/2019


Flamengo vira contra o Fortaleza e segue absoluto na liderança

Foi um dos desafios mais complicado do Flamengo nesse Campeonato Brasileiro. Jogando contra o Fortaleza no Castelão, a equipe enfrentou muitas dificuldades, superou muitos desfalques e virou um jogo em que parecia que a vitória não vira. Virada pelo placar de 2 a 1 e liderança do Brasileirão mantida.

A torcida do Fortaleza fez um belíssima festa antes de a bola rolar. O mosaico no Castelão mostrava o Cristo Redentor com o chapéu de cangaceiro e com a camisa do Flamengo. Depois do Hino Nacional, caiu a camisa rubro-negra e entrou a do Fortaleza.

Muitos desfalques

O Flamengo foi até o Castelão com muitos desfalques. Quase um time inteiro. Eram eles: Arrascaeta, Filipe Luís, Rafinha, Diego, Berrío e Lincoln machucados além de Bruno Henrique e Everton Ribeiro suspensos. Em compensação, voltavam Rodrigo Caio e Gabigol, que estavam com a seleção brasileira. Não bastasse isso, Lucas Silva sentiu um incômodo muscular no primeiro tempo e deixou o campo.

Fortaleza cumpriu bem o que se propôs no Castelão. Bem fechado, atrás da linha do meio e buscando saídas rápidas, principalmente nas costas de João Lucas.Fla mais lento do que o normal, não coloca a intensidade e busca atalho nas jogadas, sem girar tanto o jogo. Gabigol solitário

O Flamengo não começou a partida como em outros jogos com sua marcação lá na frente e criando oportunidades. O Fortaleza igualava bem a partida e duelava de igual para igual. Só que aos poucos o Flamengo foi se ajeitando e terminou a primeira etapa superior, criando boas oportunidades. As melhores vieram com Piris da Mota em chute de fora da área e Reinier em chute cara a cara com Filipe Alves. A melhor chance dos donos da casa veio em falta de Nenê Bonilha que Diego Alves se esticou todo.

É pênalti!

Aos 12 minutos, pênalti para o Fortaleza. Tinga fez o cruzamento, a bola bateu no braço de Pablo Marí e o árbitro assinalou a falta. Dentro da área é penal. Na cobrança, Bruno Melo cobrou com muita segurança e inaugurou o marcador no Castelão.

Outro pênalti!

Se teve pênalti para o Fortaleza, teve também para o Flamengo. E pelo mesmo motivo, mão na bola. Aos 34 minutos, após escanteio, Rodrigo Caio cabeceou e a bola resvalou no braço de Quintero. Após o consultar o VAR, o árbitro assinalou a marca da cal. Na cobrança, Gabigol não bateu tão bem, mas contou com a sorte e empatou o jogo.

Reinier salvador!

E quando parecia que o jogo terminaria empatado, Reinier fez a festa da torcida flamenguista no Castelão. Ele, que esteve envolvido em uma polêmica se poderia ou não entrar em campo, aproveitou uma sobra na entrada da área e cabeceou firme no ângulo para fazer o gol da virada improvável do Flamengo.


ESPN