menu

Policial

07/11/2019


Farra das diárias: justiça apreende 15 computadores e notebook da Câmara de Santa Rita

Vereadores de Santa Rita após prisão. Foto: Reprodução

Portal WSCOM

 Em cumprimento a decisão judicial, foram apreendidos nesta quinta-feira (7) 15 computadores e um notebook na Câmara Municipal de Santa Rita, em decorrência da Operação Natal Luz.  O caso envolve 11 vereadores do município, que chegaram a ser presos após viagem a Gramado.

Leia mais:  Vereadores de Santa Rita vão responder processo em liberdade; computadores serão apreendidos

 Após audiência de custódia, os 11 vereadores foram liberados. A determinação foi da juíza Maria dos Remédios, da segunda Vara Mista da Comarca do município. A audiência foi realizada no Fórum Juiz Navarro Filho. 

Caso

 Uma grande ação policial foi realizada na última terça-feira (5), resultando na prisão dos 11 vereadores. Os parlamentares, além do contador do município, retornavam de viagem a  Gramado-RS, onde teriam participado de suposto congresso organizado pelo ICAP – Instituto de Capacitação de Agentes Públicos, empresa investigada por irregularidades na promoção de eventos do tipo.

 Os políticos são suspeitos da prática de crime de peculato – uso do dinheiro público em benefício próprio – através de recebimento de diárias e passagens aéreas que não condiziam com o objetivo apresentado ao poder público para gerar a despesa. O Poder Público de Santa Rita gastou R$ 71 mil em diárias, além de R$ 8,4 mil em inscrições para um curso fictício e passagens aéreas para todo o grupo, cujo valor não foi divulgado.