menu

Política

17/10/2019


Áudio vazado: Julian ‘foge’ de encontro com Bolsonaro e recusa tomar liderança do PSL: “Pedi para cagar e sai”

"Jair me pedindo uma coisa é foda. Eu simplesmente, pedi pra cagar e saí. Nao vou fazer isso, não vou", disse aos colegas

Na imagem, o deputado federal Julian Lemos

Novo áudio, vazado na tarde desta quinta-feira (17), reproduz a discussão de deputados do PSL em suposta reunião interna da ala que apoiou a permanência do Delegado Waldir na liderança do partido na Câmara dos Deputados.

Leia mais: Delegado Waldir diz em áudio que vai ‘implodir’ Bolsonaro

 Na conversa, o deputado paraibano Julian Lemos (PSL) é ouvido. Ele afirma que recebeu a ‘intimação’ do Governo Federal para angariar assinaturas e assumir a liderança no lugar do Delegado Waldir.

 “Fui lá resolver um assunto meu, chegou lá o ministro Ramos, escute, irmão, olha só, de repente o General Ramos estava em uma crise, ele ligou para Waldir na minha frente, e Waldir foi um pouco firme. Segurou a onda. ai o General Ramos disse: ‘tem que sair de hoje para amanhã'”, afirma Julian. 

Então, o paraibano é interrompido por um colega, que afirma ter recebido a informação que ele seria o líder: “fui eu e a Carla, cheguei lá ele falou que você [Julian] seria o líder, aí eu não entendi nada”.

Julian então responde que ‘correu’ do local e que não aceitaria impôr o seu nome como queria o Governo.

“Eu corri de lá. Ele falou com Bolsonaro, e Bolsonaro disse, chame ele aqui. Eles já tinham conseguido os votos do outro lado e queriam que eu conseguisse os votos daqui. Eu: ‘não posso fazer isso’, se eu não conversar com vocês, nem com Waldir. Não faço isso. Jair me pedindo uma coisa é foda. Eu simplesmente, pedi pra cagar e saí. Não vou fazer isso, não vou”, declarou.

Ouça:

_

Por Redação / Portal WSCOM