menu

Política

02/12/2019


Após aceno de Maranhão, Bruno Cunha Lima não crava ida ao MDB, mas fala em intensificar conversas

Da Redação
Portal WSCOM

 O ex-deputado estadual e chefe de gabinete da Prefeitura de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, comentou nesta segunda-feira (2) o ‘flerte’ público do MDB com o seu nome para disputar a Prefeitura da Rainha da Borborema em 2020.

 Recentemente, o senador José Maranhão não rechaçou a possibilidade de Bruno se filiar ao partido para disputar a liderança do executivo em Campina. Bruno revelou, no entanto, que nenhuma conversa oficial foi feita.

Leia mais: Maranhão prevê MDB forte em 2020 e não rechaça Bruno Cunha Lima em CG

 “Ainda não tem nada definido, sequer houve uma conversa formal ainda. O que tem se tido é simplesmente esse convite público que foi feito e que tem sido endossado por alguns filiados. Inclusive o senador José Maranhão que deu uma declaração dizendo que não teria nada contra, pelo contrário, que seria favorável à composição”, disse à Arapuan Fm.

 Cunha Lima pontuou ainda que quer definir a sua situação política a partir de janeiro, intensificando a conversa para escolha do seu novo partido. Bruno está sem legenda desde que deixou o Solidariedade em dezembro de 2018.

 “Como eu disse, tenho dito, tem um ditado popular que fala que ‘quem tem prazo, não tem pressa’. Temos um prazo até o mês de abril, confesso que não quero deixar essas conversar para o fim do prazo. E que essas conversas vão se intensificar agora a partir do mês de janeiro”, revelou.