Política

Alckmin critica Bolsonaro, chama de negacionista, e convoca militância socialista ao voto em Lula e João


06/08/2022

Geraldo Alckmin em discurso na convenção estadual do PSB

Ângelo Medeiros

O pré-candidato à Vice-Presidência da República, Geraldo Alckmin (PSB), foi a grande estrela da convenção estadual do PSB, na noite desta sexta-feira (5), que homologou as candidaturas do governador João Azevêdo (PSB) à reeleição, de Lucas Riberio (PP) para vice-governador e de Pollyanna Dutra (PSB), ao Senado Federal.

Em discurso para a militância que compareceu ao Forrock, Alckmin enalteceu a chapa majoritária do PSB na Paraíba, citando a experiência administrativa e ações do governo João Azevêdo, a exemplo dos programas “Opera Paraíba” e “Educa Paraíba”, citou a austeridade fiscal, obras de travessias urbanas e atuação no combate à pandemia da Covid-19.

“Eu fui governador quatro vezes e posso afirmar com experiência, que vocês têm um dos melhores governadores do Brasil, João Azevêdo”, disse o socialista.

Leia também: Com presença de Alckmin, PSB homologa chapa com João, Lucas e Pollyana; “Ser governador é missão”, diz Azevêdo

CRÍTICA A BOLSONARO

Ao final do discurso, o ex-governador de São Paulo criticou diretamente o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) e convocou a militância a votar em Lula e João Azevêdo.

“Quero trazer uma palavra, dizer que o Brasil precisa mudar, não podemos ter um governo de negacionismo, que não quer dar vacina para o povo, do desemprego, da fome que voltou, do menor salário mínimo da história, precisamos ter um governo de alguém que tenha um olhar diferenciado para o Nordeste, que seja parceiro e trabalha pelo Nordeste, é Lula e João Azevêdo”, concluiu.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.