Futebol

Vilar se diz satisfeito com rendimento, mas triste por não trazer 3 pontos de Ca

análise


18/01/2013

Chateado por não ter conseguido a quarta vitória consecutiva no Campeonato Paraibano Chevrolet 2013, o treinador do Botafogo-PB, Marcelo Vilar, lamentou as oportunidades desperdiçadas por sua equipe na noite da última quinta-feira (18), no empate em 1×1 com o Atlético de Cajazeiras, no estádio Perpetão.

Para o treinador, após o gol sofrido logo no início da partida, o Bota não conseguiu ajustar o seu posicionamento dentro de campo, o que terminou gerando um desequilíbrio na primeira etapa.

– O que realmente pesou no primeiro tempo foi o vacilo que demos. Tomamos um gol que não esperávamos, após criarmos quatro oportunidades de marcar o gol. Aquilo deu um pouco mais de ânimo para o Atlético, e houve um certo desequiílibrio, pois nós atacávamos e perdíamos o posicionamento para recuperar a bola – disse.

Vilar lembrou que durante o segundo tempo da partida houve um predomínio absoluto do time da capital, que por pouco não conseguiu a virada do marcador nos minutos finais do confronto.

– No intervalo os nossos erros foram corrigidos. Eu não lembro de nenhuma oportunidade sequer do Atlético no segundo tempo. O Botafogo criou diversas oportunidades, imprensou a equipe adversária em seu campo e merecia a vitória. Estou satisfeito com o rendimento do time, mas triste por não ter conseguido os três pontos – admitiu o treinador.

Com relação ao gol marcado pelo atacante Edgard já nos instantes finais da partida, e anulado pela arbitragem, o treinador do Botafogo-PB acredita que o atleta botafoguense tinha condições de jogo no lance.

– Nós fizemos um gol e infelizmente ele foi anulado. Ao meu ver, na posição em que eu estava, foi mal anulado. Foi uma jogada de bola aérea, que vinha sendo a tônica do jogo naquele momento – disse.

O próximo compromisso do Belo pelo Paraibano será contra o Cruzeiro de Itaporanga, time que na última rodada sofreu uma sonora goleada do CSP, por 8×2, no estádio da Graça. No entanto, o treinador botafoguense prega cautela e diz que o resultado de quinta-feira não mudará em nada o jogo do próximo domingo, no estádio Zezão.

– Não muda nada, pois jogar fora de casa nas condições que eles jogaram é totalmente diferente das condições que vão encontrar na casa deles. Com certeza será um jogo tão difícil quanto foi aqui (em Cajazeiras) – afirmou Vilar.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.