Política

[VÍDEO] Queiroga e Otto Alencar batem boca sobre bula da Pfizer durante CPI: “O Sr. não leu a bula ministro”

Alencar contestou afirmações do ministro sobre a vacinação e disse que consta na bula da vacina da Pfizer que ela não pode ser aplicada em gestantes.


08/06/2021

Da redação/Portal WSCOM

O senador Otto Alencar (PSD-BA) e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, discutem na CPI da Covid sobre o programa de vacinação. Alencar perguntou a Queiroga se ele havia lido as bulas das vacinas – o que ele respondeu negativamente. “Que pena, porque eu li todas. Está errado ele não ter lido a bula das vacinas e como ela é aplicada”.

“O Sr. é quem determina, precisa saber como mandar aplicar a vacina. Todas podem ter efeitos colaterais. Devo dizer que este talvez seja o ato mais irresponsável do ministro da saúde, mandar aplicar sem saber o que pode causar. Vou ler a vacina da Pfizer”, disse o senador.

Alencar contestou afirmações do ministro sobre a vacinação e disse que consta na bula da vacina da Pfizer que ela não pode ser aplicada em gestantes. “Está escrito claramente que não pode ser dado às gestantes”.

Em meio ao bate-boca, Otto disse: “ministro, fale a verdade, a ciência não pode mentir”. O senador se referia a uma paciente grávida que morreu após ter tomado a vacina.

O senador perguntou ao ministro quem foi o responsável por editar a nota técnica com a recomendação de que gestantes que tomaram a primeira dose da vacina da AstraZeneca pudessem tomar a segunda dose de outras farmacêuticas. Queiroga responsabilizou Francielli Fantinato, diretora do PNI.

Queiroga e o senador elevaram o tom na discussão e o ministro acusou Alencar de estar desqualificando o seu trabalho junto ao ministério da saúde.

Veja o momento da discussão:

 

 

Na semana passada, o senador fez um questionamento duro à médica Nise Yamaguchi, a quem perguntou, por exemplo, se ela sabia a diferença entre “um vírus e um protozoário”. Alencar é médico ortopedista e já foi governador da Bahia.

Por conta do bate-boca, o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), suspendeu a sessão por 10 minutos



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.