Política

[VÍDEO] Consórcio Nordeste repudia a exclusão de mais de 57 mil famílias da região na transição do Bolsa Família para Auxílio Brasil

Em nota, o Consórcio do Nordeste expressou indignação pela exclusão de beneficiários dos programas de transferência de renda com a implantação do Auxílio Brasil


30/11/2021

Redação/Portal WSCOM

Os secretários da Câmara Temática da Assistência Social do Consórcio Nordeste divulgaram uma nota em repúdio à exclusão de 57 mil beneficiários na transição do Bolsa Família ao Auxílio Brasil, novo programa assistencial do governo federal.

“Observa-se que a exclusão foi de 148.482 famílias, sendo que, desse total, 57.901 famílias são da região Nordeste, a mais prejudicada. O Nordeste possui as maiores taxas de desocupação e de pobreza extrema entre as cinco regiões do país, chegando a 16,7% em 2020”, diz o texto.

O presidente do Consórcio Nordeste, governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou que vai buscar uma saída junto a Defensoria Pública Nacional dos Estados para contemplar as famílias que ficaram de fora.

Veja a fala de Dias:

 

 

De acordo com a nota “o cenário indica que o governo brasileiro avança na contramão de políticas que transfiram renda e promovam a redução das desigualdades”. O  Câmara Temática da Assistência Social do Consórcio Nordeste  também se dirige no texto aos parlamentares, prefeitos e governadores da região nordeste e à toda a população nordestina, onde afirma que “o Auxílio Brasil não reduz o quadro de desigualdades e desproteções, aprofundadas com a pandemia”.

Confira a íntegra da nota: NOTA DA CT AS Sobre auxílio Brasil – 28.11 – 23h07min (1)

 

 

 



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.