Saúde

Vale a pena usar a suplementação de colágeno?

Tônus

21/03/2013


 Firmeza, elasticidade e tônus são características que passam despercebidas à pele durante muitos anos. O motivo? A aparência naturalmente jovem dispensa preocupações dessa natureza. Mas o cenário começa a mudar a partir dos 25 anos, quando a produção de colágeno passa a diminuir. "Por volta dos 50 anos, seu organismo produz apenas 35% da capacidade total de colágeno", afirma a dermatologista Cristiane Braga, especialista em Nutrologia.

Alimentação e tratamentos estéticos, no entanto, podem tornar os efeitos dessa diminuição menos perceptíveis. "O colágeno é responsável por manter as células unidas, ele dá estrutura à pele, por isso a flacidez é consequência natural da falta dessa substância", explica a médica. O colágeno é uma proteína e o consumo de alimentos ricos fontes deste nutriente, portanto, contribui para a firmeza da pele.

"Para que isso aconteça, a alimentação balanceada é fundamental, desta forma o organismo consegue aproveitar ao máximo os nutrientes em favor da saúde e da beleza", afirma a dermatologista Marcia Linhares, membro-efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Carnes magras, como peixes e frango, são boas opções de proteína para as refeições.

Mas há quem aposte fichas na suplementação com colágeno hidrolisado. "Essa ainda é uma escolha polêmica, a absorção dessas substâncias deixa a desejar quando comparada à ingestão feita a partir da dieta", afirma a dermatologista Cristiane Braga. Se você tem dúvidas sobre a suplementação de colágeno, responda o teste e proteja sua pele contra a flacidez.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.