Paraíba

Valdiney Gouveia aponta ‘ineficiência’ de diretores de centro e propõe destinação de recursos para Departamentos


23/04/2024

Portal WSCOM

 

O professor Valdiney Gouveia, candidato à reeleição pela Chapa 3 a reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), revelou, durante debate na TV Master, na noite desta segunda-feira (22), sua meta de reorganizar a matriz orçamentária, destinando recursos diretamente para os Departamentos, visando atender às suas demandas, e para os Centros a fim de cuidarem de espaços comuns, considerando o dimensionamento de cada unidade.

A proposta está na Carta-Programa da Chapa 3. A medida permitirá com que o recurso seja melhor aplicado ao ser encaminhado para os Departamentos, que executam as atividades.

O professor citou, por exemplo, que constatou, no Campus de Bananeiras, no dia do debate com os candidatos, infiltração e mofo no teto do auditório, problemas de climatização devido a aparelhos de ar condicionado, problemas em equipamentos de som, embora os recursos do Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias (CCHSA) e Colégio Agrícola Vidal de Negreiros (CAVN) seja superior à soma dos demais 16 centros da UFPB.

“A ineficiência de algumas direções de centro deixa muito a desejar. Nós temos, só para a senhora ter ideia, diretor e diretora de centro que, no ano todinho, consegue planilhar R$ 15 mil, de quase R$ 400 mil. É ineficiência em pessoa”, disse o professor Valdiney Gouveia.

O professor Valdiney Gouveia, da Chapa 3, também revelou que diretor de centro, aliado da candidata da Chapa 1, rejeitou emenda parlamentar de R$ 900 mil porque o parlamentar não é do seu grupo ideológico. “Nós não estamos falando da casa do indivíduo, nós estamos falando de uma instituição pública, que o reitor ou diretor de centro não pode ter partido, ele tem que ter ação. E aí, claro, ao ele não fazer nada que é competência dele, limpar as salas, cuidar do aparelho de ar condicionado, de tudo o mais, culpabiliza-se o reitor, quando o reitor nada mais é do que um gestor do conjunto, e não daquele centro que não consegue fazer absolutamente nada, com o propósito eleitoreiro de dizer: o reitor não fez. Então, você que é eleitor, fique atento, porque muitos diretores de centro não têm feito é nada, e acusado o professor Valdiney, quando a verba vai para a direção de centro, R$ 500 mil, R$ 1 milhão de reais, cobre dele”, disse o docente.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //