Educação

UFPB recebe certificação internacional por práticas sustentáveis

Certificado torna a UFPB membro de consórcio global para desenvolvimento sustentável

22/08/2020


Reitoria da UFPB (Foto: Angélica Gouveia)

Portal WSCOM



A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) recebeu certificação internacional por suas práticas sustentáveis. Esse certificado torna a federal paraibana membro da Inter-University Sustainable Development Research Programme (IUSDRP), consórcio global formado por instituições de Educação Superior comprometidas com o desenvolvimento sustentável do planeta.

O consórcio é formado atualmente por cerca de 100 universidades de seis continentes: América do Norte, América do Sul, Europa, Oceania, Ásia e África. Com a adesão da UFPB, o Brasil tem agora 11 universidades-membros, entre elas a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Federal Fluminense (UFF). No Nordeste, além da UFPB, apenas a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) integra o seleto grupo.

Esta certificação abre um variado leque de oportunidades para a UFPB, como compor as equipes interdisciplinares e multidisciplinares de trabalho existentes entre as universidades-membros para submissão de propostas de projetos de cooperação internacionais financiados, com foco no desenvolvimento sustentável.

A autenticação também permite vincular e envolver a comunidade acadêmica da UFPB voltada para pesquisa em sustentabilidade universitária e facilita a formalização de projetos de cooperação nacional e internacional para o intercâmbio de professores e alunos de doutorado entre as universidades-membros.

Do mesmo modo, a certificação habilita a UFPB a participar da organização de eventos, considerados estratégicos para que as universidades ocupem papel de líder em direção a modelos sociais mais sustentáveis.

Outra vantagem é que a autenticação catalisa e facilita a produção de publicações conjuntas de alta qualidade em revistas indexadas, assim bem como de livros e de capítulos em obras inovadoras, em cooperação com editoras bem estabelecidas.

Duas universidades líderes em sustentabilidade universitária guiam o consórcio: a Manchester Metropolitan University, na Inglaterra, e a Hamburg University of Applied Sciences, na Alemanha.

Manchester Metropolitan University, na Inglaterra, é uma das mais sustentáveis universidades do Reino Unido. A instituição tem programas consolidados de gerenciamento da sustentabilidade, a fim de, por exemplo, zerar a geração de carbono até 2038, reduzir a geração e reciclagem de resíduos e aplicar os princípios de prédios sustentáveis.

Consórcio internacional é formado atualmente por cerca de 100 universidades de seis continentes comprometidas com o desenvolvimento sustentável do planeta. Crédito: IUSDRP

Já a Hamburg University of Applied Sciences, na Alemanha, é considerada líder no Norte do país e está comprometida com a desenvolvimento de soluções sustentáveis, por meio da concepção de tecnologias nos campos da biotecnologia, da ciência da computação, da engenharia e de outras áreas do conhecimento.

O professor do Departamento de Engenharia de Produção e integrante da Comissão de Gestão Ambiental da UFPB, Ruy Portela, trabalha na criação de uma ferramenta para avaliar a sustentabilidade de campus universitários na universidade alemã.

Em colaboração com a equipe de lá, teve a oportunidade de apresentar as ações desenvolvidas pelas UFPB e colaborar nos projetos que estão em andamento. “Percebendo a oportunidade, a Reitoria da UFPB formulou o pedido de vinculação, que foi analisado e aceito”, conta o docente.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.