Educação

UFPB oferece 20 bolsas para intercâmbio Brasil-França

15/02/2013


 As inscrições para o programa Capes/Brafitec (Programa de Cooperação Franco-Brasileiro na Área da Formação de Engenheiros), que oferece bolsas de estudos na França para alunos dos cursos de Engenharia, Arquitetura e área afins do Centro de Tecnologia da Universidade Federal da Paraíba (CT/UFPB) vão ocorrer no período de 20 a 22 deste mês, no Campus de João Pessoa.

O programa que oferece 20 vagas é realizado entre a UFPB e o Instituts Nationaux Des Sciences Apliqués (INSA) e o Institut Polytechnique de Grenoble (INP-Grenoble), de acordo com o Edital da Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior (CAPES) que regulamenta o programa.

A atividade tem o objetivo de consolidar parcerias entre universidades brasileiras e francesas, por meio do intercâmbio de alunos de graduação. As bolsas ofertadas para o Centro de Tecnologia da UFPB serão distribuídas da seguinte forma: 10 no âmbito do acordo com o INSA e as outras 10 para o INP-Grenoble.

Entre as exigências para a seleção dos estudantes estão: Histórico escolar com peso 5; avaliação de proficiência no idioma francês, que constará de prova escrita e oral com peso três; experiência em estágios no exterior. Será considerado 1 ponto/semestre, com limite de dois pontos e plano de atividades conforme modelo disponível no site www.ct.ufpb.br/programas/brafitec.

Podem se candidatar às bolsas de graduação sanduíche os estudantes que apresentarem os seguintes requisitos: ser brasileiro ou estrangeiro com visto de residência permanente4 no Brasil; estar regularmente matriculado em curso de graduação no Brasil vinculado a projeto de parceria universitária aprovado pela Coordenação Geral de Cooperação Internacional da Capes; não ter usufruído, anteriormente, de outra bolsa de graduação sanduiche no exterior; não ultrapassar o período total para conclusão da graduação, de acordo com o prazo regulamentar do curso; ter cumprido, no mínimo 40% dos créditos nas disciplinas da graduação até a data da viagem, bem como concluir o curso no Brasil, observando os termos do Edital ao qual o projeto está vinculado e ter Coeficiente de Rendimento Escolar (CRE) igual ou superior a sete e no máximo três reprovações em disciplinas.

O intercâmbio terá início em agosto de 2013. O programa fornece bolsa com auxílio instalação, seguro saúde e passagem aérea. A bolsa mensal é de 870 euros e terá duração de 10 meses.

Maurilio de Almeida

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.