Policial

Trotes atrapalham buscas pela estudante desaparecida em João Pessoa

Procura


09/01/2013

O grande número de trotes passados para a Polícia, como também para familiares e amigos da estudante Fernanda Ellen Miranda Cabral de Oliveira, 11 anos, que está desaparecida desde segunda-feira, 7, tem causado preocupação. A mãe da garota, Elizangela Miranda está fazendo um apelo, por meio da imprensa para que não brinquem com o sentimento e o sofrimento dos familiares.

O rastreamento das ligações telefônicas do telefone celular da criança, levantamento do trajeto de Fernanda e a conversa que viram a estudante pela última faz parte das investigações que estão sendo feitas pela delegada Joana D’arc, da Delegacia da Infância e do Adolescente.

Cartazes com foto e informações sobre a garota e telefones para contatos estão sendo distribuídas por familiares e amigos de Fernanda Ellen, tanto no bairro do Alto do Mateus como em outros locais de João Pessoa. “Todas as informações estão sendo checadas”, disse a delegada Jana D’arc.

Desde a notícia do desaparecimento de Fernanda Ellen, a Polícia já contabilizou mais de 50 ligações telefônicas informando sobre o paradeiro dela. De acordo com a família, a estudante havia saído de casa trajando uma blusa rosa e short azul.

Fernanda Ellen, por volta das 15h de segunda-feira, segundo a família saiu de casa para ir ao colégio localizado há 500 metros de sua residência com o objetivo de verificar o seu boletim e saber se havia sido aprovada. Com a aprovação ela saiu do educandário com destino a sua residência sorridente e alegre, como disse o vigilante.

Uma das hipóteses investigada pela Polícia é que a jovem pode ter sido dopada. O pai da garota, Fábio Júnior Cabral, durante entrevista a uma emissora de rádio, disse que apesar de sua pequena condição financeira pede que se alguém está querendo alguma coisa da família que telefone. “Não tenho condições, mas tenho amigos que podem me ajudar’, disse emocionado.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //