Futebol

Tite elogia Dani Alves, mas admite preocupação após saída do Barcelona

Em entrevista para o ‘Podpah’, técnico da seleção brasileira diz que lateral de 39 anos só não vai à Copa "se não estiver nas melhores condições ou em um campeonato de nível alto"


20/06/2022

Daniel Alves foi o capitão da seleção brasileira no amistoso contra o Japão, em junho (Foto: Getty Images)

ge



O técnico Tite concedeu uma entrevista ao ‘Podpah’ e admitiu que espera contar com o lateral-direito Daniel Alves, de 39 anos, na seleção brasileira para a Copa do Mundo do Catar. No entanto, o treinador admitiu certa preocupação após o jogador ficar sem clube depois de deixar o Barcelona e reconheceu que pode deixá-lo fora da lista.

“Dani Alves é extraordinário tecnicamente. E eu brinquei com ele, falei: ‘Tu não vai estar na Copa só por um motivo: se fisicamente não estiver nas melhores condições e disputando campeonato de nível alto”, disse Tite.

Durante a entrevista, que também contou com a presença do auxiliar-técnico César Sampaio, a curiosidade sobre a lista final para o Mundial norteou as perguntas sobre a Seleção. Com um número grande de jogadores sendo observados, César comentou, aos risos, que não existe banco de reservas no grupo e, sim, um “banco de soluções”.

“E digo mais: se eu errar (ao substituir) eu acerto”, disse Tite, sobre as boas opções no banco da Seleção.

Dentre essas soluções, está Raphinha. Titular na Seleção, o jogador do Leeds apareceu ano passado, conquistou espaço e está entre os possíveis nomes para a Copa do Mundo. Mas, assim como muitos torcedores desconheciam os talentos do atacante, o técnico Tite admitiu que não estava com Raphinha no radar.

“Raphinha foi surpresa pra mim, quem trouxe foi a comissão técnica”, revelou o técnico da seleção brasileira.

Prestes a liderar o Brasil pela segunda vez em uma Copa do Mundo, Tite analisou o seu amadurecimento no comando da Seleção. Tanto para ele como para César Sampaio, o grupo de hoje está mais preparado para a competição.

“Eu sou um técnico melhor do que era em 2018. Mais maturidade, erros que cometi na seleção, e acertos… Relações humanas com os atletas. Vai ganhar? Não sei. Mas que está muito mais preparada, está”, finalizou Tite.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.