Política

“Sou candidato ao Senado para o desespero da elite conservadora da Paraíba”, diz Ricardo ao homologar candidatura


05/08/2022

Também foram homologados, enquanto vice-suplentes, o deputado estadual Jeová Campos e o empresário do ramo da educação, Alexandre Santiago
 

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, homologou nesta sexta-feira (5) sua candidatura ao Senado Federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT-MDB). Segundo ele, seu maior projeto é auxiliar no Congresso a mudança que deve ser implementada pelo presidente Lula a partir de 2023.

A oficialização aconteceu aconteceu no Esporte Clube Cabo Branco, em João Pessoa, durante a convenção PT-MDB. Na ocasião,  Ricardo citou que desde as primeiras perseguições do lavajatismo, se manteve firme.

“Quando passaram a perseguir o presidente Lula eu não fui pra debaixo da cama não, eu fui pras ruas. Eu disse que aquilo era perseguição, que aquilo era uma armação feita por um cara chamado Sérgio Moro”, menciona.

Também foram homologados, enquanto vice-suplentes, o deputado estadual Jeová Campos e o empresário do ramo da educação, Alexandre Santiago.

Ainda conforme Ricardo, o momento atual é para furar bolhas, mobilizar os trabalhadores e tentar conversar com quem pensa diferente. “Agora é hora de renovação. Nós temos capacidade e respeito ao povo que trabalha nas ruas”, afirma.

O candidato foi enfático ao dizer que os mesmo moldes da Lava Jato o atingiram na Paraíba, mas ele se manteve firme pelo povo e pela confiança no trabalho que exerceu no estado.

Conforme o Ricardo, a elite paraibana que foi tirada do Governo do Estado por ele tem medo da sua eleição e por isso, tentam barrar o processo democrático a todo custo.

“Eu sou candidato ao Senado para o desespero da elite conservadora da Paraíba. Eu sou candidato para ser a maior votação para o Senado que a Paraíba já teve. É por isso que eles reviraram minha vida e podem continuar revirando várias vezes. Eu vou dizer vocês perderam porque não vão achar nada de quem é honrado, de quem é correto, de quem deu para aqueles que não tinham nada”, disse.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.