Política

Sob protestos, CMCG aprova Reforma da Previdência com alíquota de 14%

Durante a sessão, manifestantes contrários ao projeto invadiram o Plenário da Casa e interromperam os trabalhos.

30/12/2019


Portal WSCOM

Sob diversos protestos, o plenário da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) aprovou, nesta segunda-feira (30), a PLC 12/2019 que trata da adequação da alíquota de 14% de contribuição mensal, oriundo da reforma da previdência aprovada pelo Congresso Nacional, ao regime previdenciário dos servidores públicos municipais ativos, inativos e pensionistas ao Instituto de Previdência dos Servidores Municipais – IPSEM.

 

O texto foi criticado por parlamentares da oposição que reclamaram de mais necessidade de discussão da matéria. Durante a sessão, manifestantes contrários ao projeto invadiram o Plenário da Casa e interromperam os trabalhos.  A sessão extraordinária só foi retomada depois que a Polícia Militar chegou para fazer a segurança no local.

 

OUTRAS PAUTAS

Projetos de Lei que tratam sobre doação de terrenos, denominação de vias públicas e abertura de crédito adicional especial ao orçamento de 2019. Um outro quinto Projeto de Lei, o PL 590/2019, que também trata de doação de terreno por interesse social a instituições filantrópicas, recebeu uma emenda da bancada de situação acerca de outras adequações de limites e de área ao terreno doado.

 

A presidente da Câmara, Ivonete Ludgério, enfatizou que a Casa de Fêlix Araújo atendeu à convocação do prefeito Romero Rodrigues e que mais uma vez o legislativo municipal cumpriu o seu dever de trabalhar em qualquer dia e hora se assim for necessário.

 

Todos os projetos foram aprovados em terceira votação e redação final e seguem agora para a sanção do prefeito Romero Rodrigues. A presidente Ivonete disse ao final da sessão extraordinária que a Câmara poderá ser convocada novamente no período de recesso, se houver necessidade, e que essa convocação pode ser feita também pela Mesa Diretora da Casa.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.