Paraíba

SEFAZ-PB aponta que impacto da pandemia na arrecadação do Estado entre abril e junho já chega a quase R$ 240 milhões

Entre 1º abril de 2020 até o dia 20 de junho de 2020, as perdas acumuladas de ICMS, IPVA e ITCD já somam R$ 239,3 milhões sobre o ano passado

29/06/2020


Na imagem o secretário de Estado Fazenda (Sefaz-PB), Marialvo Laureano

Portal WSCOM

A Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ-PB) publicou nesta segunda-feira (29) o seu 8ª edição do ‘Boletim Covid-19’, que traz o impacto na arrecadação do Estado da Paraíba durante a pandemia, abordando os dados parciais da receita própria (ICMS, IPVA e ITCD), referente aos dois primeiros decêndios de junho de 2020. O informativo inclui ainda os valores e a quantidade de notas fiscais e os repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE), além das parcelas de transferências do Apoio Financeiro pela União aos Estados Federativos no mês de junho de 2020. A edição Nº 8 do ‘Boletim Covid-19’ está anexada abaixo na matéria.
Os dados de 1º a 20 de junho de 2020 mostram que a arrecadação de receita própria nos três impostos estaduais (ICMS, IPVA e ITCD) teve uma redução no índice negativo (de 5,43% para 4,17%) entre o primeiro e o segundo decêndios de junho na comparação com o mesmo período de 2019. Contudo, entre 1º abril de 2020 até o dia 20 de junho de 2020, as perdas acumuladas de ICMS, IPVA e ITCD já somam R$ 239,3 milhões sobre o ano passado.
Os dados da 8ª edição do informativo vão servir para auxiliar os gestores na tomada de decisões mais assertivas e estratégicas nas áreas econômica e fiscal do Estado da Paraíba.
O Boletim, uma publicação decendial da Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ-PB), é fruto da elaboração e uma ação conjunta da Gerência Operacional de Informações Econômico-Fiscais (GOIEF), da Gerência Executiva de Arrecadação e de Informações Fiscais (GEAIF), da Gerência de Planejamento (GPLAN), da Gerência de Tecnologia e Informação (GTI), da Escola de Administração Tributária (ESAT) e da Assessoria de Imprensa.
Maurilio de Almeida

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.