Política

Rodrigo Maia defende demissão de secretário nazista do governo Bolsonaro

"O secretário da Cultura passou de todos os limites. É inaceitável", afirmou o presidente da Câmara Federal.

17/01/2020


Imagem ilustrativa

Portal WSCOM

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), usou suas redes sociais nesta sexta-feira (17) para condenar a  fala do secretário nacional de Cultura, Roberto Alvim, que gravou um vídeo fazendo apologia ao nazismo

 

“O secretário da Cultura passou de todos os limites. É inaceitável. O governo brasileiro deveria afastá-lo urgente do cargo”, defendeu Maia.

 

 

 

Entenda: 

O secretário nacional de Cultura, Roberto Alvim, copiou a proposta nazista ao propor uma nova arte para o Brasil. Reproduzindo uma fala de Joseph Goebbels, ideólogo da propaganda nazista, ele propôs uma nova arte para o Brasil.

 

“A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional. Será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes de nosso povo, ou então não será nada”, disse ele.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.