Política

Ricardo critica “Caravana da Saúde” e diz que ALPB quer fazer politicagem

07/11/2013




O governador Ricardo Coutinho (PSB) lamentou, nesta quinta-feira (07), durante lançamento da Ordem de Serviço para a construção do Trevo de Mangabeira, em João Pessoa (PB), a postura da Assembléia Legislativa da Paraíba (ALPB), que na semana passada iniciou a “Caravana da Saúde” para fiscalizar hospitais do Estado.

A primeira visita da Caravana foi ao hospital de Trauma de João Pessoa e causou grande confusão entre os deputados e o secretário estadual de Saúde, Waldson Sousa.

Segundo o governador, o presidente da ALPB, Ricardo Marcelo (PEN), e toda a Mesa Diretora, orquestrou u e estruturou a “Caravana”, apenas com interesses político-eleitoreiro. “São visitas eivadas de cunho eleitoreiro, porque os deputados não entram num hospital privado, nem municipal”, indagou.

“Não tenho a menor dúvida, que a Caravana é feita por ordem superior do Poder Legislativo. Articula ônibus, imprensa, toda a estrutura e alguns deputados”, acusou.

Ricardo acrescentou que ao invés de criar factóides, invadir áreas restritas de hospitais, os deputados deveriam se unir na luta por recursos para a Paraíba. Segundo ele, o objetivo dos parlamentares não é melhorar de fato a saúde do estado. “Se fosse o deputado não entraria no setor de doença infectocontagiosa do Trauma de palitó e depois sairia para os outros setores. Porque não cobram da União um repasse efetivo, já que a Paraíba é o pior estado em termos de recebimento de recursos”, completou.

As criticas do governador foram estendidas ao Ministério Público do Trabalho (MPT) e ao Conselho Regional de Medicina (CRM), Sem citar nomes, Ricardo insinuou que os dois órgãos partidariza as questões da saúde.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.