Televisão

Repórter da Record é denunciado por importunação sexual contra jornalistas

06/08/2020


Brasil 247



O repórter Gerson de Souza, da TV Record, foi denunciado por importunação sexual contra quatro jornalistas da emissora durante expediente no programa Domingo Espetacular. De acordo com elas, o repórter as tocava sem permissão. Há um ano e dois meses, Souza beijou uma produtora na boca sem o consentimento dela.

A denúncia foi encaminhada pela promotora Maria do Carmo Galvão de Barros Toscano, do Ministério Público de São Paulo.

Segundo reportagem do Notícias da TV, 12 mulheres procuraram o departamento de Recursos Humanos da Record, em maio do ano passado, alegando terem sido vítimas de assédio sexual por parte de Souza. O primeiro caso de assédio registrado pela polícia ocorreu contra uma estagiária da emissora, em 2016.

O MP afirmou que Souza “importunava as vítimas com palavras maliciosas, comentários de conotação sexual, gestos obscenos e toques lascivos e não consentidos, com elas mantendo contato físico inoportuno, constrangendo-as dentro do local de trabalho”.

O jornalista está afastado da emissora desde maio do ano passado, mas continua recebendo salário.


Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.