Política

Queda de braço no PDT resulta em troca de comando no Ministério do Trabalho

Trocas


16/03/2013



 A disputa interna no PDT resultou na substituição de Brizola Neto no Ministério do Trabalho, desafeto do presidente do partido, Carlos Lupi.

Brizolinha, como é chamado pelos colegas, não durou nem um ano à frente da pasta. No lugar dele entra Manoel Dias, secretário-geral nacional do PDT.

Dias, que também é presidente do partido em Santa Catarina, foi confirmado nesta sexta-feira (15), durante reforma ministerial anunciada pela presidente Dilma Rousseff.

O novo ministro toma posse neste sábado (16), no Palácio do Planalto, em Brasília.

A troca teria sido feita para aproximar o PDT do governo e garantir o apoio da legenda à campanha de reeleição da presidente Dilma em 2014. Manoel Dias teria sido escolhido para agradar Carlos Lupi, que nunca concordou com Brizola Neto no Ministério do Trabalho.

Em sua primeira declaração como ministro, Manoel Dias negou, em entrevista nesta sexta-feira, que a campanha à reeleição tenha sido discutida com Dilma Rousseff, quando ela o comunicou oficialmente de sua decisão. Mas admitiu que sua posse como ministro vai aproximar o PDTdo governo.

— É um processo de construção que a gente vai trabalhar [o apoio à reeleição de Dilma]. Com essa minha proximidade com os companheiros do partido em todo Brasil, nós vamos tentar construir.

Durante a entrevista, Dias disse que Lupi é seu amigo e seu líder, e admitiu que há alguns desentendimentos dentro do partido. No entanto, ele aposta nos seus 50 anos de militância para conseguir unificar a legenda.

— Eu tentarei buscar um entendimento no sentido de pacificar o partido e avançar. Na briga ninguém ganha, todos perdem.

O Ministério do Trabalho é motivo de disputa interna no PDT desde que Lupi deixou a pasta, em dezembro de 2011, desgastado por denúncias de irregularidades. O nome de Brizola Neto nunca foi consenso no partido, e ele foi confirmado como ministro quatro meses depois da saída de Lupi, em abril de 2012, mas nunca teve o apoio da legenda.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //