Política

PT da Paraíba prioriza alianças com partidos progressistas para 2024 e decisão final sobre João Pessoa e Campina Grande fica com Direção Nacional

Diretório estadual também reforçou importância da parceria entre João Azevêdo e Lula para a Paraíba.


25/11/2023

Portal WSCOM

O Partido dos Trabalhadores (PT) da Paraíba divulgou uma resolução na qual apresenta as suas estratégias eleitorais para o ano de 2024. O documento, que foi aprovado pela Executiva Estadual do partido, define as prioridades de alianças com os partidos progressistas e os critérios para as candidaturas majoritárias e proporcionais. A legenda também estabelece que a decisão final sobre as candidaturas nas duas maiores cidades do estado, João Pessoa e Campina Grande, ficará a cargo da Direção Nacional do partido.

“Devemos lançar chapas proporcionais em todos os municípios onde o PT está organizado e incentivaremos candidaturas majoritárias petistas onde tivermos condições de disputarmos, construindo coligações progressistas e polarizando o debate eleitoral local. Onde não for possível lançarmos candidaturas próprias, apoiaremos candidaturas e projetos progressistas vinculados ao nosso projeto nacional, que tenham identidade com a defesa intransigente da democracia e do estado democrático de direito, com o projeto identificado pelo presidente Lula”, diz trecho da resolução

“Em ambas situações, priorizaremos alianças com os partidos da Federação Brasil da Esperança – PCdoB e PV – do campo progressista – PSB, PDT, PSOL, REDE – e os partidos que estiveram conosco no apoio à candidatura do presidente Lula nas eleições de 2022, conforme nossa resolução nacional. Por outro lado, precisamos ter a capacidade de identificarmos, em campos políticos mais ao centro, possíveis aliados que possam estar conosco nessa luta, nunca abrindo mão de nossos princípios programáticos, éticos e ideológicos”, ressalta o partido

“Todos os casos serão analisados especificamente pela direção estadual no sentido de ampliarmos esse campo com o acompanhamento do GTE – Grupo de Trabalho Eleitoral e nos casos de João Pessoa e Campina Grande, conforme resolução nacional, com o acompanhamento e deliberação final da Direção Nacional”, conclui o documento.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //