Paraíba

Professor Iveraldo Lucena sai em defesa de Padre Severino e lamenta efeito de matéria requentada

O professor, ex-secretário de Estado na área de educação e ex-pro-reitor para Assuntos Comunitários da UFPB, lamentou o fato em suas redes sociais.


23/01/2019

Por Walter Santos / Portal WSCOM

 

O professor, ex-secretário de Estado na área de educação e ex-pro-reitor para Assuntos Comunitários da UFPB, Iveraldo Lucena, ocupou sua conta no Facebook para lamentar que a “matéria requentada”, fruto de procedimento jurídico arquivado por falta de provas, esteja afetando a atuação do Padre Severino Melo, no município do Conde.

 

Na oportunidade, Iveraldo destacou a atuação do Padre.

 

“Pe. Severino é um Sacerdote Virtuoso e um homem de caráter. Enquanto Secretário de Educação e Cultura do Conde, no período de 2000/05 convivi muito próximo do Padre ele como pároco do Conde” revelou Iveraldo.

 

Eis, a seguir, seu depoimento em favor do Padre:

PE. SEVERINO MELO

É lamentável que uma matéria “requentada” venha trazer a tona assunto referente a procedimento jurídico desde 2017 arquivado por falta de provas e que aludem a pessoa do Padre Severino Melo.
Pe. Severino é um Sacerdote Virtuoso e um homem de caráter.

Enquanto Secretário de Educação e Cultura do Conde, no período de 2000/05 convivi muito próximo do Padre ele como pároco do Conde, trabalhamos com um grupo de jovens de mais de 300 indivíduos e jamais constatamos qualquer comportamento que pudesse desabonar sua conduta sacerdotal ou cívica. Isso não ocorre por tanto tempo e com tantos jovens se não for expressão da verdade.

Fora do Conde, em Bayeux e Mamanguape conservei o nosso espaço de convivência e ultimamente , desde 2016 quando retornou ao Conde temos acompanhado a retidão de seu comportamento e sua manifesta participação num processo de construção de uma sociedade mais justa e livre que todos queremos para a Cidade do Conde.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //