Entretenimento

Primeira-dama Michelle Bolsonaro troca silicone dos seios; veja os motivos

Ela passou por cirurgia para trocar as próteses das mamas.

04/01/2020


R7

A primeira-dama Michelle Bolsonaro passou por cirurgia na última quinta-feira (2) para troca de próteses de silicone e correções no músculo do abdome.

 

“Na mama foi realizada a retirada de uma cápsula em volta de uma prótese antiga”, informou o médico-cirurgião de Michelle, Regis Ramos.

 

Essa cápsula é produzida pelo próprio organismo em volta do silicone e causa dores com o passar do tempo, gerando a necessidade de troca da prótese, explica o cirurgião plástico Wendell Uguetto, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

“A recomendação é trocar quando essa cápsula começa a se contrair”, afirma o médico. “É como um envelope. Com o tempo, ela fica mais grossa e se contrai, assim comprime a prótese”, diz.

 

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomenda que a troca seja feita a cada dez anos. “Não existe nenhum tipo de prótese eterna. Algumas fabricantes falam que não tem necessidade de trocar, mas isso é mentira”, alerta Uguetto.

 

Segundo ele, a contração da cápsula tem vários estágios. “No grau leve, é possível sentir a mama mais endurecida ao apalpar. No moderado, a contratura é visível, pois a mama fica deformada, pode acontecer de uma ficar maior que a outra. No avançado, a pessoa tem dor”, esclarece.

 

Alguns fatores contribuem para antecipar o encolhimento dessa cápsula, dentre eles a genética, o tipo de prótese que foi colocada no seio e o tempo de repouso no pós-operatório.

 

“A contratura acontece antes em pacientes que tiveram infecção, hematomas ou começaram a praticar atividade física antes do período recomendado pelo médico”, ressalta Uguetto.

 

O cirurgião aconselha que quem tem implante de silicone faça exames rotineiros na mama pelo menos uma vez por ano. “No pós-operatório é necessário ficar 21 dias sem dirigir, dois meses sem fazer academia ou pegar peso e 15 dias sem levantar totalmente os braços”, conclui.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.