Esporte

Presidente da FIFA fala em ‘passo atrás’ no futebol e considera ‘menos torneios por novo calendário’

Em entrevista ao jornal italiano Gazzetta Dello Sport, Gianni Infantino ressaltou que a prioridade no momento é o combate ao COVID-19.

23/03/2020


Gianni Infantino (Foto: Reuters)

Fox Sports

Em meio à paralisação do futebol por conta do coronavírus, o presidente da Fifa Gianni Infantino falou sobre as possíveis mudanças de calendário. O mandatário da entidade concedeu entrevista ao jornal italiano Gazzetta Dello Sport e abordou desde soluções para campeonatos adiados até os impactos financeiros da pausa.

“Precisamos estudar o impacto global dessa crise. Agora é difícil, não sabemos quando voltaremos à normalidade. Mas vamos olhar as oportunidades. Talvez possamos reformar o futebol mundial dando um passo atrás. Com diferentes formatos. Menos torneios, porém mais interessantes”, disse Infantino.

O presidente de Fifa faz a ressalva de que a prioridade no momento é o combate à doença.

“Saúde primeiro e depois tudo o mais. É esperar o melhor e se preparar para o pior. Sem pânico. As Federações e Ligas devem seguir as recomendações dos governos”.

Devido à pandemia do coronavírus, importantes competições como a Copa América e a Eurocopa foram adiadas. Ao comentar sobre o assunto, Infantino reconhece que alguns prejuízos serão inevitáveis: Mostramos um espírito de cooperação e solidariedade com a Europa e a América do Sul. Agora temos que pensar no momento dos clubes e nas decisões sobre a regulamentação do status dos jogadores e transferências. Temos que pensar em proteger contratos. São necessárias medidas. Será difícil, mas não há outra opção. Todos teremos que fazer sacrifícios”.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.