Paraíba

Prefeito de Bayeux corta convênio mantido há 12 anos com instituição que cuida

Sem atendimento

06/01/2013




Ainda no final de 2012, a Direção da ONG “Casa da Menina e do Menino”, foi surpreendida com uma visita da nova Secretária de Trabalho e Ação social e também primeira dama da cidade de Bayeux, Maria Cristina Mota Duarte. A expectativa dentre os membros da instituição foi muito grande, pois acreditavam na possibilidade de ampliação dos convênios entre a Prefeitura Municipal de Bayeux e a instituição.

Entretanto, a visita da Primeira Dama e Secretária de Trabalha e Ação Social foi para anunciar o corte de todos os convênios entre a prefeitura de Bayeux e a instituição. A ONG “Casa da Menina e do Menino” mantinha este convênio com a prefeitura de Bayeux, há aproximadamente dez anos. Nesse período todos os prefeitos que se sucederam em Bayeux reconheceram a importância do grande trabalho social desempenhado pela instituição, que atualmente atende aproximadamente 80 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

“Esta atitude demonstra claramente a postura autoritária da atual gestão comandada pelo prefeito Expedito Pereira, que não leva em consideração e nem têm nenhuma sensibilidade com relação à relevância social do trabalho realizado pela Casa da Menina e do Menino no sentido de resgatar a dignidade e a cidadania de Crianças e Adolescentes, desta forma, deixando a referida instituição numa situação difícil para dar continuidade no atendimento àqueles que mais necessitam”, desabafou Josivaldo Albuquerque, vice-presidente da instituição.

Diante da atual situação, a Direção da ONG está convocando seus sócios, pais, adolescentes e comunidade em geral para uma ampla reunião, que irá acontecer na sede da instituição, no próximo na próxima quarta-feira (09), a partir das 19 horas, onde serão tomados os encaminhamentos com relação às dificuldades expostas anteriormente.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.