menu

Economia & Negócios

18/11/2019


Preços de mais de 800 produtos serão monitorados para Black Friday em João Pessoa

BRA50. SAO PAULO (BRASIL), 22/11/2018.- Decenas de personas compran televisores hoy, en un supermercado de la ciudad de Sao Paulo (Brasil), durante una campaña de descuentos previa al denominado "Black Friday" (Viernes Negro). El 91 % de los brasileños manifestaron que pretenden hacer alguna compra con motivo del Viernes Negro de este año, un 23 % más de los que participaron en otras ediciones, según una encuesta divulgada por Google Brasil. EFE/Sebastião Moreira

Portal WSCOM

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) está monitorando os preços de mais de 800 produtos nas lojas da Capital desde o início deste mês, dentro da Operação Black Friday 2019, que este ano se realiza em 29 de novembro. A fiscalização do Procon-JP vai ser realizada até as 20h para atender aos consumidores durante o dia da promoção.
 
Os setores de pesquisa e fiscalização da Secretaria estão realizando a Operação Black Friday para comparativos dos preços coletados antes e durante a promoção, uma forma de verificar as irregularidades, a exemplo da publicidade enganosa e da ‘maquiagem’ dos preços dos produtos. Uma
pesquisa de preços deve ser liberada ainda esta semana.
 
O secretário Helton Renê alerta que, com o trabalho da pesquisa de preços nas semanas que antecedem o dia da Black Friday, a fiscalização do Procon-JP vai poder detectar as irregularidades com mais facilidade. “Como estamos de olho nos preços atuais, mesmo os que já estão em promoção, vai ser difícil alguém se aproveitar e, quem tentar, sofrerá as penalidades previstas em lei”.
 
Consumidor pode ajudar – Helton Renê convoca o consumidor para ser fiscal antes e durante a promoção. “Cada pessoa também pode ser fiscal, podendo, inclusive, usar o celular como ferramenta não apenas para denunciar junto ao Procon-JP, mas, também, para constituir provas das reclamações e fazer o seu próprio comparativo de preços”. 
 
De olho no produto – O secretário acrescenta que, como a maioria das pessoas quer comprar algo que já está ‘paquerando’ há algum tempo, elas podem ‘guardar’ o preço para o comparativo no dia da Black Friday. “Também vão ajudar nossa fiscalização porque, com esse material em mãos, nossa equipe vai poder tirar dúvidas em tempo real, já que passará toda a sexta-feira (29), conferindo os preços dos produtos promocionais nas lojas. Estaremos de plantão das 8h às 20h”.
 
Produtos pesquisados – Dentre os itens constantes na relação de monitoramento do Procon-JP, estão os produtos mais procurados pelo consumidor na Black Friday como aparelhos de celular e de TV, fogões, refrigeradores, microondas, máquinas de lavar, computadores, liquidificador, ar-condicionado, ventilador.