Paraíba

PF e Caixa Econômica vão investigar venda de casas doadas pela Prefeitura

ilegal

14/01/2014




No início da tarde desta terça-feira (14), a secretária de habitação da Prefeitura de João Pessoa, Socorro Gadelha, esteve no programa “Rádio Verdade”, da Arapuan FM, onde comentou sobre a entrega das 600 casas à Comunidade do Timbó e acerca do programa de habitação do prefeito Luciano Cartaxo (PT) em geral.

No total, foram entregues hoje 136 habitações populares, acompanhadas de projetos de pavimentação e contenção de encostas, totalizando o investimento de R$ 14,5 milhões.

“Quando chegamos ao governo, em janeiro do ano passado, houve uma chuva intensa que deixou a Comunidade do Timbó em uma situação calamitosa, então entregar essas casas é realizar um sonho não só dessa população, mas da prefeitura”, comentou a secretária. A próxima etapa será a realização – com extensão de um ano – de um trabalho social de capacitação profissional dos habitantes em questão.

São 5000 unidades, em diversas regiões da capital, em andamento atualmente pelo governo de Cartaxo, das quais 1300 serão entregues ainda no primeiro semestre, cerca de 600 na segunda metade do ano e 3000 continuarão em andamento nos anos seguintes. “O governo de Luciano Cartaxo será lembrado como a gestão habitacional, pois ele sempre tratou o assunto com prioridade, o que só aumenta a nossa responsabilidade, já que ele está sempre cobrando resultados”, declarou Socorro.

A secretária também falou sobre as vendas ilegais que ocorrem com as casas entregues às comunidades. “O comércio das unidades é proibido e possuímos vários mecanismos com a Polícia Federal e a Caixa Econômica para frear e acabar, no futuro, com essas tramitações. Mas a nossa principal ferramenta é a população, precisamos que a sociedade nos ajude”, finalizou.

Em casos descobertos de venda das unidades doadas pela PMJP, a pessoa que vendeu a casa tem escritura da unidade cancelada e a que comprou fica sem a moradia que comprou e sem dinheiro pago ao antigo proprietário.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.