Futebol

Pato sai do banco e estreia com gol em massacre do Timão sobre Oeste

Paulista

03/02/2013


 A torcida do Corinthians encheu o estádio do Pacaembu na tarde deste domingo. Cheios de expectativa em relação à estreia de Alexandre Pato, os alvinegros que compareceram à partida não se arrependeram. Superior desde o primeiro minuto, o Timão goleou o Oeste de Itápolis por 5 a 0, com gol do mais novo atacante da equipe, logo em sua primeira jogada, três minutos após a entrada dele em campo, no segundo tempo.

O poderio ofensivo do time comandado por Tite deixou os visitantes perdidos. O peruano Paolo Guerrero, possível concorrente de Pato no campo de ataque, mostrou que continua tão afiado quanto no ano passado: marcou os dois primeiros do Corinthians e praticamente resolveu a conta em 12 minutos de jogo. A prova de que o técnico do Timão terá uma “dor de cabeça boa”, como ele próprio costuma chamar, para escalar o ataque em 2013.

Corinthians e Oeste voltam a jogar na quarta-feira. O time de Itápolis vai a Jundiaí, encarar o Paulista, às 19h30m, no estádio Jayme Cintra. Já o Timão viaja a Ribeirão Preto, para encarar o Botafogo, às 22h, no estádio Santa Cruz. Guerrero, convocado para um amistoso da seleção peruana, será desfalque.

Com Pato no banco, Guerrero resolve
Antes do apito inicial, Roberto Cavalo, técnico do Oeste, deu um aviso praticamente profético. Ciente de que precisaria adotar um esquema defensivo para segurar o ímpeto do Corinthians no Pacaembu, o comandante do time visitante alertou, preocupado, sobre a qualidade do adversário deste domingo, atual campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes.

– Hoje não é apenas o Corinthians. É o campeão do mundo. Se não marcarmos, vamos tomar o gol.

O técnico avisou, mas não soube como neutralizar o Corinthians, que precisou de nove minutos para pular na frente. Em uma enfiada de Paulinho pelo lado direito do campo, Alessandro acertou cruzamento preciso na cabeça de Paolo Guerrero. Herói quando o Corinthians conquistou o planeta, o peruano fez como manda o figurino: testada forte, no chão, sem chances para o goleiro Fernando Leal.

Do banco de reservas, Alexandre Pato, para quem os holofotes estavam voltados, viu um dos seus concorrentes provar à Fiel que a briga por uma vaga no ataque do Corinthians será muito boa. Três minutos depois, em mais um momento de total liberdade de Alessandro pela direita, a bola chegou à cabeça de Guerrero, que transformou o cruzamento em um replay do segundo gol. Nova cabeçada no chão, mais uma vez no canto direito do goleiro.

A vantagem no placar deixou o Timão à vontade na partida. Apostando no jogo aéreo, pelo qual balançou as redes duas vezes sem dificuldades, os donos da casa por pouco não fizeram o terceiro ainda no primeiro tempo, com Paulinho. No setor ofensivo, Emerson e Jorge Henrique aceleravam o ritmo pelos flancos, dando trabalho à defesa adversária. Roberto Cavalo alterou o esquema tático para o 4-4-2, mas a única chance de gol do Oeste foi nos pés de Hudson, que chutou de longe, acertando o travessão de Danilo Fernandes.

O Corinthians passeava no Pacaembu. Em um contra-ataque com a marca de agilidade da equipe de Tite, Danilo acertou passe de calcanhar para Emerson próximo ao meio-campo. O Sheik “costurou” a defesa adversária, tabelou com Guerrero, e dividiu com Fernando Leal. Atrapalhado, o goleiro do Oeste não conseguiu segurar a bola, que sobrou nos pés de Paulinho. Ele teve apenas o trabalho de empurrar para o gol vazio. Show em preto e branco.

Pato brilha e completa festa no Pacaembu
Se o placar já estava resolvido a favor do Timão, a expectativa dos torcedores em relação à estreia de Alexandre Pato se mantinha a mesma. Quando o relógio ainda marcava menos de 10 minutos do segundo tempo, o técnico Tite ordenou que todos os reservas se dirigissem ao gol do Tobogã, para aquecimento. A torcida vibrou, e os fotógrafos logo se posicionaram para registrar o momento vivido pelo novo camisa 7. O jogo, dentro das quatro linhas, ficou em segundo plano.

A torcida voltou a se animar quando o volante Paulinho se enroscou com a defesa do Oeste, dentro da pequena área, e o árbitro Leandro Bizzio Marinho, mesmo com atraso de cinco segundos, apontou a marca da cal. Pênalti para o Timão. A facilidade era tamanha, que o clima de festa no Pacaembu em nada se abalou quando Emerson chutou rasteiro, na trave direita de Fernando Leal, desperdiçando a chance de marcar o quarto gol alvinegro.

Aos 20 da etapa complementar, parte da Fiel passou a gritar o nome de Pato, pedindo a entrada do mais caro reforço corintiano nesta temporada. Um apelo que o técnico demorou cinco minutos para atender: vestindo a camisa 7, o atacante estava na linha de meio-campo quando Danilo, da entrada da área, chutou rasteiro e colocado no canto esquerdo. Vantagem ampliada para coroar a estreia do jogador.

E a história se repetiu. Após balançar as redes em seus primeiros jogos por Internacional, Milan e seleção brasileira, Alexandre Pato correspondeu à expectativa também da torcida do Corinthians. Após três minutos em campo, na primeira vez em que tocou na bola, todo o Pacaembu se levantou. Ele invadiu a área e chutou em cima de Fernando Leal. O goleiro do Oeste rebateu e, no rebote, Pato não perdoou. Estufou as redes. 5 a 0, com tudo que o Timão esperava para este domingo.


Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.