menu

Paraíba

18/11/2019


OPINIÃO: Assembléia Legislativa da Paraíba produz reparo histórico sobre vida e obra de Dom José Maria Pires

Jornalista Walter Santos comenta sobre a injustiça histórica sendo reparada hoje (18) na Assembleia Legislativa.

Por Walter Santos
Portal WSCOM

 

Tudo pronto, ao que parece, para a realização nesta segunda-feira (18) da sessão especial na Assembléia Legislativa da Paraíba resgatando homenagem justa e merecida a um dos mais importantes lideres religiosos de todos os tempos do Estado, Dom José Maria Pires.

 

Além do titulo, haverá exibição de documentário produzido pela TV Assembleia – “Dom José, fazendo forte os fracos”, em comemoração ao centenário de nascimento do Dom Pelé.

 

O presidente Adriano Galdino, ao lado do atual arcebispo Dom Delson, protagonizam um resgate em torno de um líder dedicado às causas dos mais pobres, dos desprotegidos, numa época em que de regime fechado poucos ousavam defender os mais humildes.

 

TÍTULO “PÓS MORTIS”

Como se sabe, há 52 anos foi aprovado um título de Cidadão Paraibano ao então arcebispo metropolitano da Paraíba, Dom José Maria Pires. Só que, em 1968, ele foi impedido de receber por conta do período do Regime Militar.

 

Em 1985, nos últimos momentos do Regime, ele foi autorizado a receber, mas teria que submeter seu discurso ao sensor da época. Dom José se recusou.

 

Cinquenta e dois anos depois, a entrega será feita de forma simbólica, a Arquidiocese da Paraíba, na pessoa do atual arcebispo Dom Delson, durante sessão especial proposta por Galdino⁩. A sessão também será alusiva ao III Dia Mundial dos Pobres, instituído pelo Papa Francisco.