Paraíba

Operação Malhas da Lei: Polícia cumpre 10 mandados de prisão contra suspeitos de homicídios e tráfico, na PB

Ao todo são 24 mandados, restando 14 em aberto

13/05/2020


Na imagem a Central de Flagrantes da Polícia Civil, em João Pessoa

Portal WSCOM

Uma operação conjunta entre as Polícias Civil e Militar cumpriu 10 mandados de prisão no município de Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa, na manhã desta quarta-feira (13). A operação denominada “Malhas da Lei” teve a participação do helicóptero Acauã, da Secretaria de Segurança e Defesa Social, e foi coordenada pelo delegado seccional de Santa Rita, Reinaldo Nóbrega.

“As diligências continuam porque nós tínhamos 24 mandados de prisão em aberto, dos quais 10 já foram cumpridos hoje. Essa operação é permanente e já estamos na terceira fase, perfazendo um total de 40 prisões nos últimos meses. É um trabalho que não tem data para terminar. Nós representamos pelas prisões e quando a Justiça autoriza nossa equipe de investigação realiza um trabalho minucioso de identificação dos alvos para que os mandados sejam cumpridos”, explicou o delegado Reinaldo Nóbrega.

Segundo informações do superintendente da 1ª Superintendência de Polícia Civil da Paraíba, Luciano Soares, as equipes cumpriram mandados de prisão nos bairros do Tibiri, Marcos Moura, Alto das Populares e Várzea Nova. Os alvos são investigados pela Policia Civil em inquéritos distintos, onde são apuradas autorias e participações em homicídios, tráfico de drogas e associação ao tráfico”, destacou.

Todos os presos foram conduzidos para a Central de Polícia de João Pessoa, onde foram realizados os procedimentos e serão colocados à disposição da Justiça.

Disk denúncia

A Polícia Civil citou ainda que população pode ajudar fazendo denúncias pelo número 197. Os denunciantes poderão fazer a denúncia de forma anônima e, mesmo se quiserem se identificar, terão a garantia de que sua identidade não será revelada.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.