Política

Nelson Teich: “Não vou manchar minha história por causa da cloroquina”

15/05/2020


O ex-ministro da Saúde Nelson Teich

Brasil 247

O ministro da Saúde, Nelson Teich, pediu demissão nesta sexta-feira (15) e disse que foi o “dia mais triste” da sua vida. “Não vou manchar a minha história por causa da cloroquina”, afirmou ele, que tem discordâncias com Jair Bolsonaro, favorável o uso do medicamento contra a covid-19 mesmo sem comprovação científica. A declaração foi publicada na CNN.

Leia mais: Teich deixa o Ministério da Saúde antes de completar um mês no governo Bolsonaro

Bolsonaro alega que “é direito do paciente” decidir sobre o seu tratamento. Vale ressaltar que a Apsen é a empresa farmacêutica responsável pela produção do remédio e tem como dono um eleitor bolsonarista, o empresário Renato Spallicci.

Nesta semana, Bolsonaro “emparedou” o ministro. “Votaram em mim para eu decidir, essa decisão passa por mim. Acredito no trabalho dele, mas essa questão eu vou resolver”, disse ele, que não tem formação na área médica.

É o segundo ministro da Saúde que deixa o governo em plena pandemia do coronavírus. Luiz Henrique Mandetta saiu do cargo, após divergências com Bolsonaro, que diferentemente do ex-ministro, defende a reabertura de algumas atividades econômica e classificou a covid-19 como uma “gripezinha”.


Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.