Policial

Mulheres são vítimas de agressão e um dos acusados é preso

desrespeito


01/04/2013



A Lei Maria da Penha criada para punir os homens que agredirem mulheres não está sendo respeitada. Na região do Brejo paraibano foram registrados dois casos, sendo que em um deles o acusado foi preso e levado para a Delegacia de Polícia para ser autuado pelo crime de agressão.

As agressões contra as mulheres acontecram na cidade de Cuitegi. No primeiro caso, o taxista Rosildo Luiz Francisco, 32 anos, está sendo apontado como responsável pelas agressões contra sua companheira, Adeilma Fabrícia da Silva, 27, em plena via pública.

Segundo a queixa prestada pela mulher, ela está separada do taxista que por não se convencer procurou Adeilma para conversar e como novamente recebeu a negativa passou a agredi-la em plena via pública. A polícia foi comunicada, mas quando a guarnição da PM chegou o agressor já havia fugido.

O outro fato teve como vítima Rosileide Juvino Cavalcante, 36 anos. A autoria da agressão é atribuida ao pintor Antônio Fredericdo dos Sanos, 34 anos que, inclusive chegou a tentar a mulher com um faca. O fato aconteceu no período noturno.

Uma guarnição da PM do destacamento local esteve na residência da mulher e, após conseguir informações passou a diligenciar e conseguiu localizar o pintor que ainda estava com uma faca. Ele foi levado para a Delegacia de Polícia.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //