Paraíba

Motoristas fazem filas em postos de Campina Grande após suposto risco de desabastecimento na PB

19/11/2020


Imagem ilustrativa (arquivo)

Portal WSCOM



Motoristas formaram filas nos postos de combustíveis de Campina Grande, no Agreste do Estado, desde a noite da quarta-feira (18), após o anúncio feito pelo presidente do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis (Sindrev), Bruno Agra, de que houve um atraso no abastecimento de postos de combustíveis do estado. Apesar do problema, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado (Sindpetro) garante que não vai haver desabastecimento no estado.

De acordo com a nota publicada pelo Sindicato de Revendedores, aconteceu um atraso na entrega de combustíveis em alguns estados do Nordeste, entre eles, a Paraíba. O documento, no entanto, não menciona falta de gasolina.

O Procon Municipal afirmou que está monitorando os 58 postos de combustíveis da cidade e região para que não haja variações de preços nos produtos e os eventuais aumentos injustificados serão punidos. Segundo a autarquia, diante dessa procura tão grande, a orientação é que os postos comecem a limitar a quantidade de combustível para cada cliente.

Sobre o aumento na procura, o órgão afirma que não há riscos de se repetir o que houve, por exemplo, no período de greve de caminhoneiros em maio de 2018 e que a previsão é que no sábado, dia 21, tudo seja normalizado.

Por sua vez, a Companhia Docas da Paraíba garantiu que os terminais de combustíveis do complexo portuário de Cabedelo têm estoque suficiente para o prosseguimento normal da distribuição da gasolina até o desembarque da nova carga.


Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.