Política

Maguito Vilela, prefeito licenciado de Goiânia, morre em São Paulo

13/01/2021


Na imagem Maguito Vilela (MDB)

Portal WSCOM



Morreu na madrugada desta quarta-feira (13), no hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP), Maguito Vilela (MDB), por complicações pulmonares decorrentes da Covid-19. Ele ficou 80 dias em tratamento na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da unidade hospitalar;

Maguito é prefeito de Goiânia, eleito em 2020, e tomou posse dentro de uma ala reservada de UTI da unidade hospitalar. Ele não chegou a assumir o cargo, tendo pedido licença imediata.

Antes de ter sido eleito prefeito, ele foi vereador, deputado estadual e federal e vice-governador. Também foi governador de Goiás entre 1995 a 1998, quando disputou e ganhou a eleição para senador.

O emedebista ganhou a eleição no segundo turno, já na UTI, com 52% dos votos, contra 47% do adversário Vanderlan Cardoso (PSD).

De acordo com nota divulgada pela Secretaria de Comunicação de Goiânia, “a família está providenciando o traslado do corpo de São Paulo para Goiás e ele deve ser sepultado em Jataí, sua terra natal”.

Maguito perdeu duas irmãs para o coronavírus em agosto de 2020, com menos de dez dia de diferença. No dia 19, faleceu Nelma Vilela Veloso, de 76 anos. No dia 28, a irmã mais velha, Nelita Vilela, de 82 anos, também morreu.

O prefeito eleito foi diagnosticado com a Covid-19 no dia 20 de outubro de 2020 e, dois dias depois, foi internado em um hospital de Goiânia. No dia 27 de outubro, ele recebeu diagnóstico de até 75% de inflamação nos pulmões. Estava com saturação de oxigênio no sangue. No mesmo dia, foi transferido para São Paulo.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.