Policial

Ministro Sergio Moro autoriza envio de tropas da Força Nacional para o Ceará em meio a motim de policiais

As tropas da Força Nacional devem permanecer no estado por 30 dias, conforme portaria assinada pelo ministro.

20/02/2020


Força Nacional - Imagem ilustrativa

Portal WSCOM



O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, autorizou nesta quarta-feira (19) o envio da Força Nacional para o Ceará “a fim de proteger a população cearense, em razão de movimento paredista por parte das polícias estaduais do Ceará”.

O envio será feito nesta quinta-feira (20). As tropas da Força Nacional devem permanecer no estado por 30 dias, conforme portaria assinada por Sérgio Moro.

“A operação terá o apoio logístico do órgão demandante, que deverá dispor da infraestrutura necessária à Força Nacional de Segurança Pública”, detalha a portaria.

O envio ocorre em meio ao motim de policiais militares que reivindicam aumento salarial. Um projeto que tramita na Assembleia Legislativa do Ceará aumento o salário de um soldado militar de R$ 3,2 mil para R$ 4,5 mil, em reajuste progressivo até 2022.

Senador é baleado em meio a motim

O senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE) foi baleado em meio a uma confusão na cidade de Sobral, no Ceará. O caso ocorreu enquanto ele tentava passar com uma retroescavadeira em meio a um protesto de policiais militares.

Os tiros chegaram a quebrar os vidros do veículo dirigido por Cid. Inicialmente, a assessoria do senador afirmou que ele havia sido atingido por uma bala de borracha, mas foi confirmado que os tiros partiram de uma arma de fogo.

O governador Camilo Santana disse que considera “inaceitável” a extrema violência sofrida por Cid Gomes e provocada por um grupo de “policiais mascarados, amotinados num quartel”.

Ele foi duro nas providências: “Reforço que já havia solicitado formalmente apoio de tropas federais para o Ceará aos ministros Luiz Eduardo Ramos e Sérgio Moro, para uma ação enérgica contra essas pessoas que têm agido como criminosos”.

“Esses crimes não ficarão impunes! Não mediremos esforços para restabelecer a ordem e garantir a paz da população cearense”, acrescentou.


Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.