Esporte

Medina terá desafio em onda onde nunca passou das quartas e é cheia de tubarões

Após início animador, bicampeão mundial terá desafio em Margaret River: "Esse começo de ano está sendo o melhor da minha carreira"


30/04/2021

Gabriel Medina nunca passou das quartas em Margaret River — Foto: Divulgação/WSL

GE



Gabriel Medina está vivendo o seu melhor início de temporada na carreira. Depois de três etapas, o bicampeão mundial de surfe soma uma vitória e dois vice-campeonatos. Neste sábado, vestindo a camisa amarela de líder do ranking mundial, ele começa a encarar as ondas de Margaret River, lugar onde tem o seu pior retrospecto na WSL. A chamada para o início da competição está marcada para as 20h (de Brasília), e o ge acompanha em Tempo Real.

Desde 2014, quando a etapa do Oeste australiano passou a fazer parte do calendário da elite do Tour, Medina nunca conseguiu passar das quartas de final nas ondas do “Main Break” e “The Box”.

– Esse começo de ano está sendo o melhor da minha carreira, então estou muito feliz com esse momento. Estar vivendo tudo isso, representando o nosso país. Eu fico muito feliz de ter assumido a liderança. Era algo que eu estava procurando desde que eu cheguei aqui na Austrália. Pegar a camisa amarela e, se Deus quiser, fazer essas finais aqui na Austrália. E tá saindo como eu estava imaginando. Fico feliz com a minha performance e de como as coisas estão indo – comemorou Medina.

O melhor resultado do brasileiro em Margaret foi no ano de estreia da prova, quando perdeu para o australiano Josh Kerr e terminou em quinto em 2014. Desde então, Gabriel tem dois 25º, um 17º e um 9º. Em 2018, a prova foi cancelada após dois ataques de tubarão acontecerem próximos à região do campeonato e, meses depois, retomada em Bali, onde Gabriel terminou em 5º.

Maurilio de Almeida

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.