Paraíba

Malba de Jacumã é absolvido em processo que apurava suposta ‘rachadinha’ em seu gabinete, na Câmara do Conde

16/01/2020


O vereador do município do Conde, Malba de Jacumã, foi inocentado por decisão da juíza da Vara Única local, Lessandra Nara Torres Silva, pelo crime de Peculato, por prática de suposta prática de ‘rachadinha’ em seu gabinete. Na decisão, a magistrada entendeu que as provas apresentadas eram frágeis para fundamentar a condenação de Malba.

Malba de Jacumã é acusado de recebimento de R$ 3.781,26, entre os meses de janeiro e junho de 2017, supostamente desviado do salário de servidora lotada em seu gabinete.

De acordo com o advogado Flávio Moreira, que representa o parlamentar, defesa estava convicta da absolvição e inocência do vereador. “Confiamos na justiça até a última instância. Hoje, recebemos a absolvição de um homem de bem que passou mais de 6 meses em prisão domiciliar sem nenhuma prova contra si”, disse .

“Nada irá reparar o sofrimento dele e de sua família. O tempo não voltará para compensar o tempo roubado por uma acusação politiqueira e que induziu as autoridades a erro, corrigido pela intervenção do Superior Tribunal de Justiça, onde conseguimos Habeas Corpus e devolvemos o mandato ao vereador e agora pelo Juízo do Conde, que reconhece a inocência de Malba”, complementou.

Clique aqui e confira a decisão da magistrada na íntegra.

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.