Política

Luciano Cartaxo aposta no diálogo para superar insatisfação de aliados

Realidade

03/01/2013




O prefeito Luciano Cartaxo (PT) disse no dia da posse que aquele era um dos dias mais felizes de sua vida pela realização do sonho de governar a Capital da Paraíba. Passada a felicidade daquele momento, o prefeito já começa a sentir que além de alegria, o cargo que agora ocupa traz consigo algumas preocupações, como por exemplo, agradar a aliados com participação no governo.

Alguns partidos políticos e aliados já andaram externando algum tipo de insatisfação depois do anuncia da equipe de governo e alegam que não estão se sentido prestigiado. O PP, o PTB e parte do PMDB andam reclamando que não foram contemplados.

O presidente do PP de João Pessoa e presidente da Câmara de Vereadores, Durval Ferreira, é um dos mais insatisfeitos. Ele não fala de público, mas nos bastidores não esconde que, para ele, o partido não foi contemplado no governo, a não ser pelas indicações pessoais do ministro Aguinaldo Ribeiro.

O vereador João Almeida, do PMDB, se disse frustrado por não ter sido convocado para o governo e também alega que a participação do partido no governo é fruto de uma indicação pessoal do deputado federal Benjamim Maranhão. O PMDB foi contemplado com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano que terá o advogado Assis Freire no comando. Assis é assessor de Benjamim.

O prefeito por sua vez classifica como natural algumas reclamações e aposta no diálogo para dirimir algumas insatisfações. Ele se disse tranquilo com as escolhas de que fez e acredita que com o tempo possa acomodar mais aliados e sanar as reclamações. “O importante é mostrar que é possível fazer o melhor por João Pessoa”.
 

 


Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.