Brasil

Lava Jato: Polícia Federal prende secretário de Transportes do governo João Dória, em São Paulo

Operação Dardanários combate desvio de recursos públicos na Saúde do Rio de Janeiro e São Paulo, envolvendo órgãos federais

06/08/2020


Alexandre Baldy

A força tarefa da Lava Jato iniciou nesta quinta-feira (6) a Operação Dardanários, contra desvio de recursos públicos na Saúde no Rio de Janeiro e São Paulo, envolvendo órgãos federais.

Após autorização do juiz da Lava Jato no Rio, Marcelo Bretas, agentes da Polícia Federal prenderam o secretário de Transportes do Estado de São Paulo, Alexandre Baldy. Outro preso foi o pesquisador da Fiocruz Guilherme Franco Netto, em Petrópolis.

Os suspeitos responderão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, peculato e organização criminosa.

O secretário de João Doria — deputado federal licenciado (Pode-GO) e ministro das Cidades no governo Temer –, responde por atos suspeitos antes de assumir a pasta, responsável pelo metrô paulistano e pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos.

De acordo com as investigações, os envolvidos no esquema são “agentes ‘de negócios’ que agiam para favorecer “contratações dirigidas.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.