Futebol

Kaká quer voltar ao Milan e o Real Madrid quer negociá-lo’, diz Galliani

Copa


19/01/2013



 O vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, voltou a dizer neste sábado que a contratação de Kaká é muito difícil, mas deixou claro que a negociação está em andamento com o Real Madrid e que o final pode ser feliz para o clube rossonero. Um dos argumentos para conseguir a transferência é a Copa do Mundo de 2014.

O jornal italiano "Gazzetta dello Sport" publicou que há um acordo para o empréstimo do brasileiro por 30 meses, mas que ainda é necessário acertar o salário de Kaká. Galliani confirmou a informação, mas revelou que o Milan pode contratar o meia em definitivo.

– Se Kaká vier, será por dois anos e meio, por empréstimo ou em uma transferência definitiva. O lado positivo de tudo isso é que Kaká quer voltar ao Milan e o Real Madrid quer negociá-lo. O lado negativo é que ainda temos que subir uma montanha para tirar a diferença do que Kaká recebe e os impostos. É difícil, muito difícil – disse Galliani ao sair do centro de treinamento Milanello.

De acordo com a "Gazzetta", o meia estaria disposto a baixar seu salário de € 10,5 milhões (R$ 28,5 milhões) por temporada para € 7,5 milhões (R$ 20,4 milhões), mas o limite do Milan seria de € 4,5 milhões (R$ 12,2 milhões).

Jornais da Espanha e Itália divulgaram ainda que Galliani e representantes do Milan viajariam terça-feira a Madri para fechar o negócio, mas o dirigente afirmou que não há a necessidade de encontrar o presidente do Real, Florentino Perez, pessoalmente:

– O negócio pode ser fechado por email ou fax.

Galliani contou à imprensa que um dos motivos para a decisão de Kaká voltar ao Milan é o fato de ficar mais longe de disputar a Copa do Mundo de 2014 caso continue no banco do Real Madrid.

– Falei essas coisas para ele. O presidente (Silvio Berlusconi) foi informado das negociações e se for possível vocês saberão.

Mesmo sem ser muito utilizado por Mourinho no Real, Kaká passou a fazer parte dos planos de Mano Menezes antes de o técnico ser demitido pela CBF. Novo treinador da Seleção, Luiz Felipe Scolari fará sua primeira convocação na próxima terça para o amistoso com a Inglaterra, dia 6 de fevereiro, em Wembley.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.