Política

Junio Leandro ameaça deixar a presidência do PDT se candidatura de João Almeida a vereador for imposta pelo partido nacionalmente

Junio declarou que a candidatura só seria posta caso houvesse, democraticamente, uma votação na qual a maioria fosse a favor


21/05/2024

(Foto: Divulgação)

Anna Barros/ Redação Portal WSCOM



Após a filiação do ex-vereador João Almeida no PDT, que gerou conflitos internos no partido, a pré-candidatura do mesmo pode enfrentar barreiras internas. Uma delas seria o atual presidente da legenda, o vereador Junio Leandro, que afirmou nesta terça-feira (21) que deixaria seu cargo caso João se candidatasse de forma ‘imposta’.

João se filiou ao partido pela Executiva Nacional do PDT, o que gera questionamentos se a decisão de sua candidatura também possa ocorrer de cima para baixo. O presidente da legenda afirmou que isso não poderia acontecer. “Olha, na política tudo é possível, mas eu acredito que num partido como o PDT, que é um partido democrático, isso não pode acontecer”, disse.

“Se põe no meu lugar como presidente, as eleições são municipais, a gente botou uma nominata de 30 nomes, 30 nomes que de fato tem chance de concorrer pelo menos para uma suplência. Como é que a gente faz para tirar uma pessoa agora se o companheiro João Mídia se filia nas últimas horas para fechar a janela sem dialogar com ninguém?”, continuou.

Junio declarou que a candidatura só seria posta caso houvesse, democraticamente, uma votação na qual a maioria fosse a favor. Caso a Nacional decidisse, mesmo assim, determinasse a candidatura, o mesmo deixaria a presidência. “Se vier uma determinação da Nacional, eu penso seriamente em deixar a presidência do partido, porque aí entre ser presidente do PDT e ter nome e ter caráter, eu prefiro manter meu nome e manter minha palavra”, declarou o presidente.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //