Paraíba

Juiz da 2a Vara Cível de João Pessoa concede liminar e manda suspender eleição na Associação dos Defensores na Paraiba neste dia 26


25/05/2023



O juiz Gustavo Procópio Bandeira de Melo, da 2a Vara Cível da Capital, concedeu liminar impetrada por disputantes das eleições na Associação dos Defensores mandando suspender eleições na entidade.

 

É que os Defensores Públicos e candidatos Roberto bezerril e Nadja Soares Veloso entraram com medida questionando decisão da Comissão Eleitoral impedindo a participantes da chapa “Viva”.

 

Eles alegam fazer parte da chapa como candidatos a Presidente e vice-presidente na eleição. Informam que a Chapa “VIVA” foi alvo de duas impugnações protocoladas por adversários, sob o argumento de que três dos seus integrantes se encontravam em situação de irregularidade, mais precisamente os defensores Paulo Roberto de Moura Bezerril, candidato a presidente, Carmecy Rodrigues de Abrantes, candidata ao cargo de Diretora dos Aposentados e Ariane de Brito Tavares candidata ao cargo de Diretora de Eventos.

 

Argumentam que não foram notificados para apresentar defesa, apenas foram surpreendidos com a comunicação de que a Comissão Eleitoral já havia julgado procedente a impugnação e
decretado o “indeferimento do registro de candidatura da chapa 01 – ‘chapa VIVA’, ficando assim impedida de concorrer a eleição no dia 26/05/2023”.

Diante do fato requerem em sede de Tutela Cautelar Antecedente a suspensão da eleição associativa designada para o dia 26/05/2023 até o julgamento definitivo da controvérsia.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //