Política

João diz que bateu o martelo com ministro de Minas e Energias sobre prorrogação de MP que irá beneficiar NE com R$ 160 bilhões


24/11/2023

Redação/Portal WSCOM



O governador João Azevêdo (PSB), presidente do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste), falou nesta sexta-feira (24) sobre a reunião que teve com o ministro das Minas e Energia, Alexandre Silveira, ontem (23) em Brasília, representando a região. A pauta foi a discussão do texto da Medida Provisória que deverá ser assinada pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), sobre a prorrogação das outorgas para as empresas que atuam no segmento das energias renováveis. Segundo Azevêdo, o encontro serviu para “bater o martelo em todos os itens” da MP e deixa-la pronta para receber a assinatura de Lula.

“O Consórcio conseguiu ontem uma grande vitória. Eu sempre digo que quando a gente se une a força de 50 milhões de pessoas que moram no Nordeste, juntamente com a representação dos governadores, a gente consegue conquistas muito grandes. Ontem nós conseguimos finalmente fechar uma medida provisória, que será assinada pelo presidente Lula, prorrogando alguns benefícios, todos direcionados para a área de energias renováveis. Isso permitirá que o Nordeste receba nos próximos anos investimentos na ordem de R$ 160 bilhões de reais. (…) Na conversa que tivemos com o ministro de Minas e Energias batemos o martelo em todos os itens da MP, para que o presidente possa assinar nos próximos dias e a gente tenha essa medida provisória assinada até semana que vem”, destacou o governador.

João Azevêdo falou ainda sobre a importância da medida para a economia do Nordeste, que tem um grande potencial na geração de energia limpa. “Quando a gente fala de 160 bilhões de investimentos, a gente tá falando de R$1,5 bilhão que as prefeituras receberão, de 50 milhões de empregos, e da preparação de uma estrutura que vai transformar a região Nordeste na grande fornecedora do combustível do futuro que é hidrogênio verde”.

O Consórcio Nordeste pleiteia ao governo federal a prorrogação da concessão de benefícios da Tarifa de Uso do Sistema de Transmissão de Energia Elétrica (TUST) pelo período de 36 meses, prazo necessário para que os projetos apresentados até o dia 2 de março de 2022 coincidam com o início das operações das linhas de transmissão. Por sua vez, o ministro Alexandre Silveira recebeu os argumentos do Consórcio Nordeste e deverá finalizar nos próximos dias o texto que será assinado pelo presidente Lula.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //