Política

Indicação de André Mendonça ao STF causa guerra entre Centrão e evangélicos

Silas Malafaia acusa nomes do governo que pertencem ao centrão de dificultarem indicação de Mendonça


12/10/2021

Brasil 247



Após o pastor Silas Malafaia publicar na última segunda-feira (11) um vídeo criticando nomes do governo de Jair Bolsonaro e os acusar de dificultar a indicação de André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal – STF. O ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP), decidiu responder as afirmações do líder evangélico. Durante uma entrevista concedida para a imprensa piauiense o ministro teria afirmado que Silas Malafaia está desinformado sobre a atuação de diversos membros do governo.

“Sou um auxiliar do presidente da República e todas as suas determinações serão cumpridas sempre. Acho que falta informação para esse pastor sobre a nossa atuação.” No vídeo, em resposta a uma matéria do jornal Folha de S. Paulo, Malafaia diz que acha um absurdo Ciro Nogueira participar de um jantar junto com o senador Renan Calheiros (MDB-AL).

“Como pode, gente? A Folha de São Paulo [jornal] dizendo que Ciro Nogueira, ministro da Casa Civil, um dos mais importantes cargos políticos, vai jantar com Renan Calheiros, o cara que quer destruir Bolsonaro por interesses políticos”, afirmou o líder evangélico, complementando que “Se o senhor [Ciro Nogueira] não foi jantar com ele, e se o senhor Ciro Nogueira é a favor da indicação de André Mendonça, convoque a imprensa”, sugeriu.

Segundo o pastor, “os ministros Ciro Nogueira, Fábio Faria e Flávia Arruda, que são políticos e ministros do Palácio, são obrigados a defender a indicação do presidente Bolsonaro. São obrigados a trabalhar em favor de André Mendonça. Não querem? Caiam fora daí. Não podem estar nesse lugar”, acrescenta no vídeo.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.